Meus momentos, pouquinho de mim... ;)

Meus momentos, pouquinho de mim... ;)
Agosto mês do folclore...profissão professora ;)

domingo, março 25, 2012

Acreditar é preciso...

Meu trabalho é mais que uma oportunidade de ser feliz e fazer feliz, as vezes choramos, nos estressamos, mas na maioria das vezes vemos que podemos ser ponte de saberes, de conhecimentos e de construção de um mundo melhor.

Resgatar na vida dos pequenos risos, fazer uma nova reutilização dos meios e ajudar o nosso planeta é acreditar que o mundo pode ser melhor...que o fututro pode ser fantastico...que os nosso viver vai brilhar  e iluminar a todos!

Aos meus anjinhos sapecas, bagunceiros, mais amados de meu coração....a voces que me ilmuninam...meu muito obrigado por me fazer melhor a cada dia.

Pião de palito, ja fez? ja brincou um dia?



olha só o meu....


meus amores....


Vida que sigue...feliz =)








sábado, março 17, 2012

Receita de Felicidade - Carlos Drummond



Receita de  Felicidade - Carlos Drummond
 
Desejo a você...
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não Ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

sexta-feira, março 16, 2012

Ainda Bem - Marisa Monte

Sentir o amor invadindo a nossa vida e nos mostrando que alguem nos quer bem é tudo de bom...vida que sigue, Verônica Pedrosa.

Ainda Bem

Marisa Monte

Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
O que eu fiz pra merecer
Você
Porque ninguém
Dava nada por mim
Quem dava, eu não tava a fim
Até desacreditei
De mim
O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão
Quem diria que a meu lado
Você iria ficar
Você veio pra ficar
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim
O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou
Agora você chegou
Você que me faz feliz
Você que me faz cantar
Assim

quinta-feira, março 15, 2012

Moscas en la casa - Shakira


Por que vivir esta vida que sigue sin ti es así como moscas en la casa de Shakira.....Veronica Pedrosa :(

Moscas En La Casa

Shakira

Mis días sin ti son tan oscuros
Tan largos, tan grises
Mis días sin ti
Mis días sin ti son tan absurdos
Tan agrios, tan duros
Mis días sin ti
Mis días sin ti no tienen noches
Si alguna aparece es inútil dormir
Mis días sin ti son un derroche
Las horas no tienen principio ni fin
Tan faltos de aire
Tan llenos de nada
Chatarra inservible
Basura en el suelo
Moscas en la casa
Mis días sin ti son cómo un cielo
Sin lunas plateadas ni rastros de sol
Mis días sin ti son sólo un eco
Que siempre repite la misma canción
Tan faltos de aire
Tan llenos de nada
Chatarra inservible
Basura en el suelo
Moscas en la casa
Pateando las piedras
Aún sigo esperando que vuelvas conmigo
Aún sigo buscando en las caras de ancianos
Pedazos de niño
Cazando motivos que me hagan creer
Que aún me encuentro con vida
Mordiendo mis uñas
Ahogándome en llanto
Extrañándote tanto
Mis días sin ti
Cómo duelen los días sin ti

quarta-feira, março 14, 2012

Carinhoso - Pixinguinha

Carinhoso

Pixinguinha

Meu coração, não sei por quê
Bate feliz quando te vê
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo,
Mas mesmo assim foges de mim.
Ah se tu soubesses
Como sou tão carinhoso
E o muito, muito que te quero.
E como é sincero o meu amor,
Eu sei que tu não fugirias mais de mim.
Vem, vem, vem, vem,
Vem sentir o calor dos lábios meus
À procura dos teus.
Vem matar essa paixão
Que me devora o coração
E só assim então serei feliz,
Bem feliz.
Ah se tu soubesses como sou tão carinhoso
E o muito, muito que te quero
E como é sincero o meu amor
Eu sei que tu não fugirias mais de mim
Vem, vem, vem, vem
Vem sentir o calor dos lábios meus a procura dos teus
Vem matar essa paixão que me devora o coração
E só assim então serei feliz
Bem feliz

Só hoje eu queria sentir teu carinho....vida que sigue...com muita saudade hojeeee
Verônica Pedrosa

Pensamento - Clarice Lispector

Renda-se, como eu me rendi.
 Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei.
 Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

Clarice Lispector










terça-feira, março 13, 2012

TE AMO - Pablo Neruda

Te amo 

de uma manera inexplicable
De una forma inconfesable
De un modo contradictorio

Te amo
 
Con mis estados de ánimo que son muchos
Y cambian de humor continuamente
Por lo que ya sabes,
El tiempo
La vida
La muerta
Te amo
 
Con el mundo que no entiendo
Con la gente que no compreende
Com la ambivalencia de mi alma
Con la incoherencia de mis actos
Con la fatalidad del destino
Con la conspiración del desejo
Con la ambigüedad de los hechos
Aún cuando te digo que no te amo, te amo
Hasta cuando te angaño, no te engaño
En el fondo, ilevo a cabo un plan
Para amarte mejor
Te amo.
Sin reflexionar, inconscientemente,
irresponsablemente, espontáneamente
involutariamente, por instinto
por impulso, irracionalmente

En afecto no tengo argumentos lógicos
ni siquiera improvisados
Para fundamentar este amor que siento por ti,
que surgió misteriosamente de la nada,
Que no ha resuelto mágicamente nada
Y que milagrosamente, de a poco, con poco ya nada
Ha mejorado lo peor de mi
Te amo.
 
Te amo con un cuerpo que no piensa
Con un corazón que no razona,
Con una cabeza que no coordina

Te amo
incomprensiblemente
Sin preguntarme por qué te amo
Sin importarme por qué te amo
Sin cuestionarme por qué te amo

Te amo
sencillamente porque te amo
Yo mismo no se por qué te amo


Vida que sigue...Veronica Pedrosa :)


domingo, março 11, 2012

Saber Viver - Cora Coralina

Saber Viver - Cora Coralina

Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.


  
Que vivamos la vida ... porque la vida sigue....veronica pedrosa

BORBOLETAS - Mário Quintana

BORBOLETAS

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.

Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.

O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

 

Vida que sigue...que bela seja a nossa aprendizagem diante do amor!!! 
Veronica Pedrosa




sexta-feira, março 09, 2012

Poema 12 - Pablo Neruda


Para mi corazón basta tu pecho,
para tu libertad bastan mis alas.
Desde mi boca llegará hasta el cielo
lo que estaba dormido sobre tu alma.
Es en ti la ilusión de cada día.
Llegas como el rocío a las corolas.
Socavas el horizonte con tu ausencia.
Eternamente en fuga como la ola.
He dicho que cantabas en el viento
como los pinos y como los mástiles.
Como ellos eres alta y taciturna.
Y entristeces de pronto, como un viaje.
Acogedora como un viejo camino.
Te pueblan ecos y voces nostálgicas.
Yo desperté y a veces emigran y huyen
pájaros que dormían en tu alma. 


Es lo más profundo que puedo compartir, porque las palabras no pueden expresar el sentimiento mas belo que es el amor.

Vida que sigue...Verônica Pedrosa.

quinta-feira, março 08, 2012

Dia Internacional da Mulher

Videos que fizeram história e revelam muito de nós mulheres.....

 A nossa beleza.....

 

Mulheres obra de Deus...


 

 A mulher forte que somos....

   

 E que não temos idade para termos o rei aos nossos pés....


 

E assim podemos dizer: Vida que segue...
Feliz Dia Internacional da Mulher
Veronica Pedrosa
beijos



quarta-feira, março 07, 2012

Felicidade Clandestina - Clarice Lispector

Você já pensou na intensidade do seu sonho? do poder que ele te impulsiona a seguir em frente, ir em busca do melhor caminho para realizá-lo?

Não sei se pensas grande ou pequeno, se te custa caro ou pouco, se te humilhas ou não? Só sei que realizar um sonho, é ter em suas mãos a felicidade, é guardá-la no seu intimo mais profundo ou gritá-la ao mundo, é um sentimento seu ou coletivo mas, o poder de decisão é unicamente seu e a valorização que você dar a ele é sua pura satisfação, prazer e delírio.



"Felicidade Clandestina" de nossa saudosíssima Clarice Lispector, uma Ucraniana que se fez Brasileira de corpo e alma, nos ensina isso, aprender a ter as coisas pelo tempo que nós queremos "ter", passageiras ou duradouras, a decisão, o querer, o permanecer neste impeto de felicidade, depende de nós.
 
"E para mim: "E você fica com o livro por quanto tempo quiser." Entendem? Valia mais do que me dar o livro: "pelo tempo que eu quisesse" é tudo o que uma pessoa, grande ou pequena, pode ter a ousadia de querer."

Vida que segue, agora em busca da felicidade seja clandestina, estrangeira ou nacionalista, não importa! O que importa é ser feliz e isso entendemos muito bem, num é? ;)

Uma homenagem a nós mulheres, Feliz dia da mulher!
Verônica Pedrosa, beijos :D



Procura-se um amigo - Vinícius de Moraes



Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração. Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados. Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários. Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de chorar. Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas. Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.

Vinícius de Moraes
  
Como vento suave a soprar em tua vida dedico esta mensagem aos meus seguidores e amigos.
Vida que segue, Veronica Pedrosa, bjs

segunda-feira, março 05, 2012

A Casa da Madrinha - Ligya Bonjunga



 
Ligya Bonjuga uma gaucha arretada, que nasceu em Pelotas, no Rio Grande do Sul, viveu no Rio de Janeiro, já ganhou a medalha Andersen, o mais importante reconhecimento da literatura-infanto juvenil, consegue nesta novela,"A Casa da Madrinha", nos envolver em uma historia riquíssima em detalhes, magias e enlaces surpreendentes. 

 
 Os personagens aqui são: 
  • Alexandre - menino pobre vendedor ambulante
  • Pavão - companheiro de viagem de Alexandre
  • Vera - menina curiosa
  • Augusto - irmão de Alexandre
  • Gata da Capa - amiga e namorada do Pavão
  • Cavalo Ah
  • João das Mil e Uma Namoradas.  
A historia é de Alexandre, menino que enfrenta muitas dificuldades para ir a escola por ser de uma família pobre do Rio de Janeiro, encontra o apoio de seu irmão mais velho Augusto para começar a estudar, na escola conhece uma professora encantadora que possui uma "maleta", isto nos faz lembrar de um outro livro da autora "Bolsa Amarela", que por sinal é fantástico também, mas as condições em sua casa pioram e ele começa a trabalhar como vendedor ambulante nas praias Copacabana e Ipanema. 

O seu "irmão Augusto" que é o verdadeiro contador de historias do livro, em uma de suas historias o incentiva a procurar sua madrinha que mora no interior, momento crucial onde o menino começa a ir em frente toda a vida e encontra seu companheiro de viagem, um pavão, que segue o mesmo destino.

O pavão tem uma beleza magnifica, 5 donos que querem ganhar proveito e um desejo enorme de viajar, é obrigado a estudar na escola Osarta do pensamento (ATRASO) com os cursos: papo, linha e filtro, onde fica com o pensamento pingado; e seguindo conhece o marinheiro "João das mil e uma namoradas", sua chave para viajar.

Nas andanças destes dois companheiros "Alexandre" e o "pavão" conhecem "Vera", uma menina curiosa. Alexandre conta toda a sua historia e a do pavão, muita surpresa, suspense, mistério são declarados nestas conversas. Nesse clima de cumplicidade e amizade, eles vivem a experiencia mais magica do livro, o encontro com o "cavalo Ah"...o pulo da cerca "realidade e surrealismo", e a chegada na "Casa da Madrinha","a maleta", "A gata da capa", "Augusto"; por fim tudo volta a realidade, a despedida com Vera em sua casa e os dois companheiros de viagem "Alexandre" e o "pavão" seguindo toda a vida.

Um livro que tem tudo a ver com a alma de quem viaja sem ao menos sair do velho sofá, da rede a balançar, da cama aconchegante e do vai-e-vem do onibus a nos levar a algum destino seja ele escola, trabalho ou compromissos.

Leitura que traz o gosto de querer mais, de andar com os dois companheiros "Alexandre" e o "pavão" ao encontro da "Casa da Madrinha", ensina-nos a resgatar valores e sonhos, que se transformam atraves de um meio tao simples e encantador, o desenho, em meio a uma escuridão que representa, o medo, a impossibilidade, a desistência e por fim, a superação e a conquista do bem-querer. E qual é o nosso bem-querer? Qual é o nosso sonho?  Faça como este menino agarre a chave de seu sonho e siga toda vida ao encontro dele....vida que segue....bjssssssss


domingo, março 04, 2012

Não me deixes! - Gonçalves Dias

Não me deixes!


Debruçada nas águas dum regato
A flor dizia em vão
À corrente, onde bela se mirava:
"Ai, não me deixes, não!


"Comigo fica ou leva-me contigo
"Dos mares à amplidão;
"Límpido ou turvo, te amarei constante;
"Mas não me deixes, não!"


E a corrente passava; novas águas
Após as outras vão;
E a flor sempre a dizer curva na fonte:
"Ai, não me deixes, não!"


E das águas que fogem incessantes
À eterna sucessão
Dizia sempre a flor, e sempre embalde:
"Ai, não me deixes, não!"


Por fim desfalecida e a cor murchada,
Quase a lamber o chão,
Buscava inda a corrente por dizer-lhe
Que a não deixasse, não.


A corrente impiedosa a flor enleia,
Leva-a do seu torrão;
A afundar-se dizia a pobrezinha:
"Não me deixaste, não!"

Há Momentos - Clarice Lispector

Há momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.





sábado, março 03, 2012

As borboletas - Vinícius de Moraes

As Borboletas Brancas
Azuis
Amarelas
E pretas
Brincam
Na luz
As belas
Borboletas

Borboletas brancas
São alegres e francas.

Borboletas azuis
Gostam muito de luz.

As amarelinhas
São tão bonitinhas!

E as pretas, então...
Oh, que escuridão!